Abertura do ano letivo de 2019

//Abertura do ano letivo de 2019

P. Nereu Fank abordou a importância da missão da Companhia Jesus no fazer educativo do Colégio Medianeira.

Por Jonatan Silva

A manhã desta quarta-feira (6/2) inaugurou oficialmente a abertura do ano letivo de 2019 do Colégio Medianeira, marcando também o primeiro dos três dias de reuniões pedagógicas e momentos de estudo e reflexão entre os professores, profissionais não docentes e equipes pedagógicas. O encontro foi uma oportunidade de discutir o planejamento estratégico para este ano, apresentar os resultados de 2018 e as requalificações dos espaços de aprendizagens da instituição.

O ano que inicia é também um tempo de confiança e de desafios com foco na missão de educar os jovens e as crianças em sua integralidade. Para P. Nereu Fank, S.J. Diretor Geral do Colégio Medianeira, o dever pedagógico do Colégio – e também da Rede Jesuíta de Educação (RJE) – representa uma missão nobre cujo modelo a ser seguido é o de Jesus Cristo. “Nós tocamos a vida das crianças que estão em formação”, disse, “mas tocamos também a esperança e o sonho de muita gente.”

Segundo o educador, reconciliação é uma das palavras a guiar as ações do fazer pedagógico ao longo de 2019. “Eu quero ser uma força para caminhar com vocês”, ressaltou P. Nereu, e completou: “deixemo-nos nos surpreender por Deus sem que deixemos as nossas convicções.” Sob esse prisma, a reconciliação é um chamado à contemplação do Deus que habita no outro.

 

Para Fernando Guidini, as práticas pedagógicas darão a tônica deste ano letivo.

Prática

Uma educação portadora (é isso mesmo?) de futuro está focada na prática e formação crítica do estudante para a vida. De acordo com Fernando Guidini, Diretor Acadêmico do Colégio Medianeira, o ensinamento deixado por Santo Inácio em seus Exercícios Espirituais – de que “o amor se expressa mais em obras do que em palavras” – é a provocação norteadora de 2019. “Quantos dos nossos projetos pedagógicos que são teóricos e quantos realmente transformam vidas e atendem a nossa realidade”, explica, “Santo Inácio dizia isso no século XVI, mas de outra maneira.”

Guidini observa a abertura do ano letivo como um momento de acolhida e de atenção à vida. “Essa é uma premissa interessante porque no início do ano acadêmico nós trazemos sonhos, ansiedade e curiosidade, mas sempre tematizamos a vida”, comentou. Nesse sentido, o horizonte educativo do Colégio Medianeira, a busca pela excelência humana e acadêmica, é o sustentáculo para formação de pessoas competentes, conscientes, compassivas comprometidas e criativas.

Investimentos oferecem oportunidades de potencializar aprendizagens.

O Colégio Medianeira, como unidade da Rede Jesuíta de Educação (RJE), entende que a educação se faz sobre a tríade de tempo, espaço e pessoas. Evidenciando a preocupação de oferecer oportunidades de trocas de conhecimento para além das salas de aula, 2019 começa com a requalificação de diversos espaços como o subsolo dos 8º e 9º anos, o novo laboratório de Ciências, a troca do linóleo da sala de dança, a reforma de salas no Ensino Médio e a elaboração da sala de multierrecursos  pedagógico do Centro de Inclusão, entre outras ações.

Os investimentos resultaram também na ampliação da rede de wi-fi e câmeras de segurança, além da aquisição de um laboratório móvel para o Ensino Fundamental Fase II e Ensino Médio. Na visão de Henrique Weidlich, Diretor Administrativo, o trabalho das reformas e dos educadores envolvidos na manutenção e limpeza tem como foco potencializar as experiências de aprendizagem e de convivência entre estudantes, seus pares e os professores. “São 145 mil metros quadros que precisamos deixar preparados para receber a nossa comunidade educativa”, completa.

Pensar uma cidade portadora de futuro envolve também a educação como fonte de inovação.

Curitiba 2035

Finalizando o encontro, os educadores participaram de uma palestra sobre o projeto Curitiba 2035, idealizado pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (FIEP) em parceria com a Prefeitura de Curitiba e do qual o Colégio Medianeira faz parte. Os pesquisadores Laila Del Bem Seleme Wildauer e Maicon Gonçalves Silva detalharam o projeto e explicaram a respeito do papel da educação na criação de cidade portadora de futuro.

Volta às aulas

As turmas do 2º ano do Ensino Fundamental ao Ensino Médio regressam no dia 11 de fevereiro (segunda-feira). Os estudantes da Educação Infantil ao 1º ano do Ensino Fundamental retornam no dia 12 de fevereiro (terça-feira).

Para acessar as datas das reuniões pedagógicas, clique aqui.

By | 2019-02-08T18:11:37+00:00 Fevereiro 6th, 2019|Notícias|Comentários desativados em Abertura do ano letivo de 2019