Programação Mediarte

Desde 1999, realizamos o Mediarte, que é o encontro das produções anuais dos nossos alunos nas oficinas de Artes Visuais, Cinema e Vídeo, Clube da Leitura, Dança, Teatro e Violão. Neste ano, o tema que integra todas as apresentações e mostras nos diversos espaços da escola é “SE ESSA RUA FOSSE MINHA”. Portanto, nada melhor do que fazer pulsar a rua interna que liga as duas portarias do colégio, com apresentações e exposições tanto dos alunos como de artistas populares curitibanos, especialmente convidados para nos ajudar a trazer para dentro da escola o sentido mais profundo da existência de uma rua: a circulação e o encontro da diversidade. E tem mais: a essa rua daremos o nome da nossa querida artista plástica Efigênia Rolim, conhecida como a Rainha do Papel de Bala. Confira em detalhes a programação a seguir:  

Exposições

Horário: 7h20 às 21h

Onde: Ginásio da FLIM

O quê: Exposição de trabalhos dos alunos da Oficina de Artes Visuais.

Sinopse: Durante este ano, os alunos da oficina de artes visuais se divertiram fazendo arte a partir de diversos temas e técnicas. Aprenderam a usar a criatividade de forma livre e espontânea além de entenderem que, para que um trabalho fique legal, é necessário dedicação e superação.

Horário: 7h20 às 11h50.

Onde: Rua Efigênia Rolim

O quê: Intervenções dos alunos do 9° ano – apresentação do trabalho de pesquisa


Horário: 7h20 às 11h50 e 13h30 às 17h50

Onde: Biblioteca da Fase I

O quê: Exposição “Brinquedo de arte”

Sinopse: Os “Brinquedos de Arte” demonstram que os trabalhos artísticos na escola vão bem mais além das clássicas pinturas e desenhos com giz de cera. Aqui ousamos trabalhar com tecidos, costura, bordados, e muito mais. Imagine um pinguim cozinheiro, uma raposa bem rabuda, um cupcake delicioso de olhar e um jacaré. Não perca essa brincadeira!

Horário: 7h20 às 21h

Onde: Rua Efigênia Rolim

O quê/ tema-título: Exposição “As casas”

Sinopse: Quando os alunos foram convidados a desenhar a rua onde moravam, focaram-se principalmente no desenho das casas. Esse é um dos lugares mais importantes de nossas vidas. E por que não povoar essa nossa rua de casas? Casas grandes, pequenas, barracos, mansões, castelos de conto de fadas, prédios, apartamentos. Os alunos trazem nesta exposição interativa uma imagem das casas que vemos por aí e que são patrimônio das ruas… E da nossa também!

Horário: 7h20 às 21h

Onde: Rua Efigênia Rolim

O quê: Exposição de cordel “Varal de histórias”

Sinopse: Em maio e junho deste ano, as zeladoras do Colégio Medianeira participaram de uma oficina de criação literária de cordel. E o resultado? Elas têm muito para contar. Confira nesse varal de histórias.

PROGRAMAÇÃO GERAL

 

22/10/2012 – Segunda-feira

 

Horário: 9h – 9h20 – 9h50

Onde: Rua Efigênia Rolim

O quê: Abertura oficial do Mediarte com o desfile do Bloco “Unidos do Botão”.

Sinopse: O Povo do Botão, um povo estético e sem delimitações territoriais, marcará presença em nossa rua com seu desfile de miniaturas e com os artistas Kátia Horn e Hélio Leites. Eles serão acompanhados por maracatus e cirandas do grupo de música do professor Rodrigo.

Horário: 15h10 -15h30 -16h

Onde: Rua Efigênia Rolim

O quê: Desfile do Bloco “Unidos do Botão”.

Sinopse: O Povo do Botão, um povo estético e sem delimitações territoriais, marcará presença em nossa rua com seu desfile de miniaturas e com os artistas Kátia Horn e Hélio Leites. Eles serão acompanhados por maracatus e cirandas do grupo de música do professor Rodrigo.

Horário: 15h

Onde: Rua Efigênia Rolim (em frente ao salão nobre).

O quê: Apresentação de teatro “A pizzaria do Briguela”.

Sinopse: Brincadeira teatral embasada em personagens e situações típicas da Commédia Del’Arte, teatro popular característico da Renascença europeia.

Horário: 15h40

Onde: sala S2.

O quê: Oficina com Grupo Fato: “TAMANCOS & TANTOS OUTROS SONS: conhecer, ouvir, experimentar”

Sinopse: Para participar dessa oficina basta que você tenha interesse em entender como e com o quê a música é construída. A partir da experiência do grupo e de sons e imagens (recursos sonoros e visuais associativos), será realizado, através de breve vivência orientada, um aprofundamento da educação estética dos participantes pela ampliação da consciência dos elementos e estruturas musicais. Público: 8º e 9° ano, Ensino Médio e externo – 20 vagas

Horário: 15h50

Onde: Rua Efigênia Rolim (em frente ao salão nobre).

O quê: Apresentação de teatro “A pizzaria do Briguela”

Sinopse: Brincadeira teatral embasada em personagens e situações típicas da Commédia Del’Arte, teatro popular característico da Renascença europeia.

Horário: 16h40

Onde: Rua Efigênia Rolim (em frente ao ginásio de esportes).

O quê: Brincadeiras do tempo da vovó e do vovô

Sinopse: Você sabia que a vovó e o vovô também foram crianças e também adoravam brincadeiras? Você sabe do que eles brincavam? Que tal descobrir esse tesouro brincando com eles?

Horário: 18h30

Onde: Salão Nobre.

O quê: Exibição das turmas de Cinema e Vídeo: “Olhares”.

Sinopse: Não se faz um filme quando não há o que dizer. Querer fazer Cinema é, antes de tudo, querer contar uma história. A sétima arte está com quase 120 anos, período suficiente para que a linguagem cinematográfica passasse por fortes transformações, emocionasse pessoas nos quatros cantos do mundo. Assim hoje, em tempos de internet e câmeras nas mãos, todos podem contar e compartilhar suas próprias histórias. E é no meio de tanta produção que o olhar atento e sensível sobre o mundo será um diferencial para aqueles que desejam continuar fazendo Cinema.

23/10/2012 – Terça-feira

 

Horário: 7h30

Onde: Rua Efigênia Rolim

O quê: Reciclando ideias – histórias de Dona Efigênia

Sinopse: Efigênia Rolim, conhecida como Rainha do Papel de Bala, preenche de colorido e arte popular as ruas de Curitiba com seus bonecos, cambalhotas e poesias: ” Sorte pro menino Sorte pra menina Sorte em cada praça, cada rua, cada esquina…”

Horário: 10h10

Onde: Salão nobre.

O quê: Apresentação de teatro: “Novela egípcia”.

Sinopse: Num Antigo Egito que nunca existiu, cercado por romanos que nunca existiram, uma história surge de verdade graças aos alunos de teatro de terça à tarde. Uma novela com faraós, escravos, pirâmides, romance, deuses e soldados gêmeos. Tudo criado por meio da colaboração entre os alunos, com a finalidade de criar uma verdadeira Novela Egípcia.

Horário: 11h10

Onde: Salão nobre.

O quê: Apresentação de teatro: “Novela egípcia”.

Sinopse: Num Antigo Egito que nunca existiu, cercado por romanos que nunca existiram, uma história surge de verdade graças aos alunos de teatro de terça à tarde. Uma novela com faraós, escravos, pirâmides, romance, deuses e soldados gêmeos. Tudo criado por meio da colaboração entre os alunos, com a finalidade de criar uma verdadeira Novela Egípcia.

Horário: 13h30

Onde: Em campo

O quê: Oficina “Biodiversão” com o Mago Jardineiro.

Sinopse: Nesta ação ambiental os participantes do evento serão convidados a tornarem-se sócios-gerentes do Banco da Biodiversão, realizando saques e depósitos de informações mudas, sementes e outros recursos, recebendo instruções para multiplicar estes recursos gerando qualidade ambiental e benefícios para a saúde e economia dos seres vivos e do planeta. Implantarão uma mini horta orgânica que terá continuidade na escola.

Horário: 13h30

Onde: Tenda principal.

O quê: Apresentação de dança: “Se Essa Rua Fosse Minha” – (Elenco 1 extra e Projeto Piá).

Sinopse: “…Se essa rua fosse minha eu mandava eu mandava muito bem Se a cidade fosse toda uma eu mandava… Se essa rua fosse sua fosse sua até que tu mandava era nada mal Se a cidade fosse toda nossa só carnaval! Se a essa rua fosse nossa, nossa! Que parada irada se a cidade fosse amada por todo mundo e cada Por todo mundo e cada…” (Rappin Hood).

Horário: 14h

Onde: Salão nobre.

O quê: Apresentação de teatro: “Novela egípcia”.

Sinopse: Num Antigo Egito que nunca existiu, cercado por romanos que nunca existiram, uma história surge de verdade graças aos alunos de teatro de terça à tarde. Uma novela com faraós, escravos, pirâmides, romance, deuses e soldados gêmeos. Tudo criado por meio da colaboração entre os alunos, com a finalidade de criar uma verdadeira Novela Egípcia.

Horário:16h30

Onde: Rua Efigênia Rolim

O quê: Biodiversão na rua

Sinopse: Esta atividade marcará o encerramento da oficina “Biodiversão”, ministrada pelo Mago Jardineiro (Ademar Brasileiro), em conjunto com projeto “Alimentação saudável e cuidado com a Terra”, desenvolvido pelos 2ºs anos do Ensino Fundamental, nas disciplinas de Ciências e Educação Física. Os vasos com as mudas plantadas ficarão expostos durante essa semana e depois darão início à horta orgânica, em local apropriado, nas dependências do Colégio Medianeira.

Horário: 18h15

Onde: Sala de leitura.

O quê: Clube do Livro: “Tertúlia Literária

Sinopse: A tertúlia é um encontro que visa compartilhar histórias e experiências de leitura com os pais, bem como as leituras realizadas no Clube do Livro durante o ano de 2012.

Horário: 18h30

Onde: Tenda principal.

O quê: Apresentação de dança: “Se Essa Rua Fosse Minha…” (Elenco: Educação infantil e Grupo1 do Integral).

Sinopse: “…Se essa rua fosse minha eu mandava eu mandava muito bem Se a cidade fosse toda uma eu mandava… Se essa rua fosse sua fosse sua até que tu mandava era nada mal Se a cidade fosse toda nossa só carnaval! Se a essa rua fosse nossa, nossa! Que parada irada se a cidade fosse amada por todo mundo e cada Por todo mundo e cada…” (Rappin Hood)

Horário: 19h30

Onde: Tenda principal.

O quê: Apresentação de dança: “Se Essa Rua Fosse Minha…” (Elenco: Grupos 2, 3, 4, 5 e 6 do Integral).

Sinopse: “…Se essa rua fosse minha eu mandava eu mandava muito bem Se a cidade fosse toda uma eu mandava… Se essa rua fosse sua fosse sua até que tu mandava era nada mal Se a cidade fosse toda nossa só carnaval! Se a essa rua fosse nossa, nossa! Que parada irada se a cidade fosse amada por todo mundo e cada Por todo mundo e cada…” (Rappin Hood)
 

24/10/2012 – quarta-feira

 

Horário: 8h

Onde: Tenda principal.

O quê: Apresentação de dança: “Se Essa Rua Fosse Minha…” (Elenco 2 – extra e Projeto Piá)

Sinopse: “…Se essa rua fosse minha eu mandava eu mandava muito bem Se a cidade fosse toda uma eu mandava… Se essa rua fosse sua fosse sua até que tu mandava era nada mal Se a cidade fosse toda nossa só carnaval! Se a essa rua fosse nossa, nossa! Que parada irada se a cidade fosse amada por todo mundo e cada Por todo mundo e cada…” (Rappin Hood)

Horário: 9h30

Onde: Rua Efigênia Rolim

O quê: Abertura da exposição de cordel “Varal de histórias” com o repentista Carlinhos Ferraz

Sinopse: De repente o verso, de repente a rima, de repente a poesia, fazendo graça na rua, na praça. O repentista Carlinhos Ferraz é nosso convidado para homenagear as nossas zeladoras e escritoras, que estarão expondo o seu varal de histórias.

Horário: 10h10

Onde: Salão nobre.

O quê: Apresentação de teatro: “Uma rua”.

Sinopse: Sob o calor do asfalto de uma cidade, certa rua vai mudando de nome. O tempo vai deixando tudo diferente, mas cada pedaço de quem já passou por ali continua para sempre no chão. O caminho, olhando rapidinho, parece frio e constante. Mas ele muda, assim como todas as pessoas que passam sobre ele. Uma peça feita com as ideias e sugestões dos alunos da quarta à tarde.

Horário: 11h

Onde: Salão nobre.

O quê: Apresentação de teatro: “Uma rua”.

Sinopse: Sob o calor do asfalto de uma cidade, certa rua vai mudando de nome. O tempo vai deixando tudo diferente, mas cada pedaço de quem já passou por ali continua para sempre no chão. O caminho, olhando rapidinho, parece frio e constante. Mas ele muda, assim como todas as pessoas que passam sobre ele. Uma peça feita com as ideias e sugestões dos alunos da quarta à tarde.

Horário: 14h

Onde: Tenda principal.

O quê: Apresentação de dança, música e teatro: “Se Essa Rua Fosse Minha”.

Sinopse: Ao som das cantigas populares embalam-se os sonhos e as brincadeiras, mesclando performances de dança, música e teatro. Nesse espetáculo, o Colégio  Medianeira acolhe as crianças das escolas participantes do Projeto Parcerias.

Horário: 14h

Onde: Salão nobre.

O quê: Apresentação de teatro: “Uma rua”.

Sinopse: Sob o calor do asfalto de uma cidade, certa rua vai mudando de nome. O tempo vai deixando tudo diferente, mas cada pedaço de quem já passou por ali continua para sempre no chão. O caminho, olhando rapidinho, parece frio e constante. Mas ele muda, assim como todas as pessoas que passam sobre ele. Uma peça feita com as ideias e sugestões dos alunos da quarta à tarde.

Horário: 14h

Onde: Sala de português, do primeiro ano do Ensino Médio.

O quê: Oficina de cartum e ilustração.

Sinopse: Você tem curiosidade em saber como se ilustra um livro usando a linguagem do cartum? Então venha fazer essa oficina com o ilustrador e cartunista Guilherme Caldas.

Horário: 14h30

Onde: Sala da oficina de Artes Visuais

O quê: Oficina de estêncil

Sinopse: A técnica do estêncil (do inglês stencil) é bastante utilizada na arte urbana, mas não é a única maneira de aplicá-la.  Nessa oficina, Jorge Galvão mostrará os diversos segmentos possíveis do estêncil nas artes visuais.

Horário: 15h

Onde: Salão nobre.

O quê: Apresentação de teatro: “Uma rua”.

Sinopse: Sob o calor do asfalto de uma cidade, certa rua vai mudando de nome. O tempo vai deixando tudo diferente, mas cada pedaço de quem já passou por ali continua para sempre no chão. O caminho, olhando rapidinho, parece frio e constante. Mas ele muda, assim como todas as pessoas que passam sobre ele. Uma peça feita com as ideias e sugestões dos alunos da quarta à tarde.

Horário: 15h30

Onde: Rua Efigênia Rolim

O quê: Carnaval de rua

Sinopse: “Mamãe eu quero, mamãe eu quero, mamãe eu quero dançar…” É a vez dos pequenos fazerem a sua matinê, pulando um carnaval fora de época.

Horário: 16h30

Onde: Rua Efigênia Rolim

O quê: Lugar de arte é na rua

Sinopse: A técnica do estêncil (do inglês stencil) é bastante utilizada na arte urbana, interferindo na estética da rua, propondo novos olhares para os eventos cotidianos. É dessa forma que os participantes da oficina de estêncil, que será ministrada por Jorge Galvão, irão interferir no espaço da nossa rua.

Horário: 18h30

Onde: Rua Efigênia Rolim

O quê: Roda de Choro

Sinopse: Tido como a primeira música popular urbana do Brasil, o choro é um gênero musical criado a partir da mistura de elementos das danças de salão europeias e da música popular portuguesa, com influências da música africana. Cláudio Fernandes e músicos convidados comandam esta roda de manifestação popular e cultural.
 

25/10/2012 – Quinta-feira

 

Horário: 8h às 11h30 e 15h às 19h20

Onde: Rua Efigênia Rolim

O quê: Caixarola

Sinopse: O Projeto “Caixarola-Teatro de Caixa Ambulante”, da Companhia Madrid Lopes, refere-se ao estilo teatral denominado “Teatro de Caixa ou Teatro Lambe-Lambe”. São espetáculos teatrais apresentados em um espaço cênico reduzido (dentro de uma caixa), com curtíssima duração e para um espectador por vez. No espetáculo “De la Múrcia”, a caixa cênica está dentro de uma carruagem e cada pessoa precisa adentrá-la para assistir ao espetáculo, fazendo uma verdadeira viagem pela Espanha do século XVI. A peça retrata o sonho, a liberdade e a arte, convidando a refletir sobre igualdade, força e esperança.

Horário: 8h30

Onde: Tenda principal.

O quê: – Apresentação de teatro: “Achados e perdidos”

Sinopse: Aventura de dois jovens apaixonados, Tadeu e Ariadne, que se perdem e se encontram dentro do labirinto urbano repleto de desafios físicos, emocionais e espirituais. Tema em debate; o uso de drogas na adolescência.

Horário: 8h30

Onde: Salão nobre.

O quê: Apresentação de violão: “Musaicos”.

Sinopse: O que é um acorde? Um acorde pode ser classificado de forma simplificada como um grupo de notas. No inicio do aprendizado musical, o trabalho em grupo acelera a mágica, e faz com que a contribuição individual, somada as características de cada aluno forme um grande “musaico”, tornando a contribuição de cada aluno única e especial.

Horário: 10h10

Onde: Salão nobre.

O quê: Exibição de Cinema e Vídeo: “Olhares”.

Sinopse: Não se faz um filme quando não há o que dizer. Querer fazer Cinema é, antes de tudo, querer contar uma história. A sétima arte está com quase 120 anos, período suficiente para que a linguagem cinematográfica passasse por fortes transformações, emocionasse pessoas nos quatros cantos do mundo. Assim hoje, em tempos de internet e câmeras nas mãos, todos podem contar e compartilhar suas próprias histórias. E é no meio de tanta produção que o olhar atento e sensível sobre o mundo será um diferencial para aqueles que desejam continuar fazendo Cinema.

Horário: 11h

Onde: Salão nobre.

O quê: Exibição de Cinema e Vídeo: “Olhares”.

Sinopse: Não se faz um filme quando não há o que dizer. Querer fazer Cinema é, antes de tudo, querer contar uma história. A sétima arte está com quase 120 anos, período suficiente para que a linguagem cinematográfica passasse por fortes transformações, emocionasse pessoas nos quatros cantos do mundo. Assim hoje, em tempos de internet e câmeras nas mãos, todos podem contar e compartilhar suas próprias histórias. E é no meio de tanta produção que o olhar atento e sensível sobre o mundo será um diferencial para aqueles que desejam continuar fazendo Cinema.

Horário: 11h

Onde: Rua Efigênia Rolim

O quê: Capoeira

Sinopse: A história da capoeira começou motivada pelo instinto natural de autopreservação dos escravos, que descobriram em seus corpos a essência de sua defesa. Entre as matas e capoeiras, nome dado à vegetação rasteira, os escravos criaram e praticaram uma luta de autodefesa para enfrentar o inimigo, baseando-se nos movimentos de ataque e defesa dos animais, numa rica mistura com certas manifestações trazidas da África.  A Capoeira é brasileira e é luta, é  dança, esporte, defesa pessoal, cultura, arte e folclore. É o símbolo do Brasil no mundo e é a maior divulgadora do nosso idioma.

Horário: 16h

Onde: Salão nobre.

O quê: Apresentação de teatro: “O Voo de Ícaro”.

Sinopse: Brincadeira teatral dos alunos de educação infantil e primeiro ano, inspirada no mito grego de Ícaro, o personagem que voa alto demais e tem suas asas de cera derretidas pelo sol.

Horário: 18h30

Onde: Salão nobre.

O quê: Apresentação de violão: “Musaicos”.

Sinopse: O que é um acorde? Um acorde pode ser classificado de forma simplificada como um grupo de notas. No inicio do aprendizado musical, o trabalho em grupo acelera a mágica, e faz com que a contribuição individual, somada as características de cada aluno forme um grande “musaico”, tornando a contribuição de cada aluno única e especial.

Horário: 18h30

Onde: Tenda principal.

O quê: Apresentação de dança: “Se Essa Rua Fosse Minha” (Elenco 1 – extra e Projeto Piá).

Sinopse: “…Se essa rua fosse minha eu mandava eu mandava muito bem Se a cidade fosse toda uma eu mandava… Se essa rua fosse sua fosse sua até que tu mandava era nada mal Se a cidade fosse toda nossa só carnaval! Se a essa rua fosse nossa, nossa! Que parada irada se a cidade fosse amada por todo mundo e cada “Por todo mundo e cada…” (Rappin Hood)

Horário: 20h

Onde: Tenda principal.

O quê: Apresentação de dança: “Se Essa Rua Fosse Minha” (Elenco 2 – extra e Projeto Piá).

Sinopse: “…Se essa rua fosse minha eu mandava eu mandava muito bem Se a cidade fosse toda uma eu mandava… Se essa rua fosse sua fosse sua até que tu mandava era nada mal Se a cidade fosse toda nossa só carnaval! Se a essa rua fosse nossa, nossa! Que parada irada se a cidade fosse amada por todo mundo e cada “Por todo mundo e cada…” (Rappin Hood)
 

26/10/2012 – Sexta-feira

 

Horário: 10h40

Onde: Salão nobre.

O quê: Apresentação de violão: “Musaicos”.

Sinopse: O que é um acorde? Um acorde pode ser classificado de forma simplificada como um grupo de notas. No inicio do aprendizado musical, o trabalho em grupo acelera a mágica, e faz com que a contribuição individual, somada as características de cada aluno forme um grande “musaico”, tornando a contribuição de cada aluno única e especial.

Horário: 14h

Onde: Tenda principal.

O quê: Mostra DIKTIO de Música (Grêmio estudantil).

Sinopse: O Grêmio estudantil do Colégio Medianeira promove uma variada mostra musical. Se você é aluno do colégio, canta, toca um instrumento e tem uma banda, que tal encarar um palco?

Horário: 14h

Onde: Rua Efigênia Rolim

O quê: Se essa rua fosse minha… eu pedalava.

Sinopse: Ademir Plá, músico de rua e ciclista incansável, é nosso convidado para o passeio ciclístico dos alunos do Jardim II. Plá é marca registrada de criatividade e rebeldia em suas canções, como em: “Pra andar de bicicleta tem que ter moral…”.

Horário: 14h40

Onde: Salão nobre.

O quê: Apresentação de violão: “Musaicos”.

Sinopse: O que é um acorde? Um acorde pode ser classificado de forma simplificada como um grupo de notas. No inicio do aprendizado musical, o trabalho em grupo acelera a mágica, e faz com que a contribuição individual, somada as características de cada aluno forme um grande “musaico”, tornando a contribuição de cada aluno única e especial.

Horário: 15h

Onde: Teatro Grego.

O quê: Apresentação de teatro: “De onde vem o rio Belém?”.

Sinopse: Alunos de teatro primeiro ao quinto ano inventam, pesquisam e brincam teatralmente, tendo como o tema o Rio Belém.

Horário: 16h

Onde: Rua Efigênia Rolim

O quê: Se essa rua fosse minha… eu pedalava.

Sinopse: Ademir Plá, músico de rua e ciclista incansável, é nosso convidado para o passeio ciclístico dos alunos do Jardim II. Plá é marca registrada de criatividade e rebeldia em suas canções, como em: “Pra andar de bicicleta tem que ter moral…”.
 

Horário: 17h

Onde: Salão Nobre.

O quê: Exibição de Cinema e Vídeo.

Sinopse: Não se faz um filme quando não há o que dizer. Querer fazer Cinema é, antes de tudo, querer contar uma história. A sétima arte está com quase 120 anos, período suficiente para que a linguagem cinematográfica passasse por fortes transformações, emocionasse pessoas nos quatros cantos do mundo. Assim hoje, em tempos de internet e câmeras nas mãos, todos podem contar e compartilhar suas próprias histórias. E é no meio de tanta produção que o olhar atento e sensível sobre o mundo será um diferencial para aqueles que desejam continuar fazendo Cinema.

27/10/2012 – Sábado – Encerramento do Mediarte e Flim

 

Horário: 21h

Onde: Tenda principal.

O quê: Show do Grupo Fato. Lançamento do DVD/CD “Da Tamancalha ao Sampler”.

Ingresso: R$2,00 (1 dólar pelo Haiti).

Leave a comment