“A escrita como caminho de sensibilidade”

O escritor João Anzanello Carrascoza conversou com os estudantes dos 6º anos, chamando a atenção para a importância da empatia para com o próximo

19/11/2019 Notícias| Carrascoza, FLIM

Para encerrar a Festa das Linguagens (FLIM) 2019 com chave de ouro: João Anzanello Carrascoza. Nascido em Cravinhos, interior de São Paulo, em 1962, tornou-se escritor e professor universitário. É graduado em Publicidade e Propaganda pela Universidade de São Paulo e possui pós-doutorado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

É um dos principais nomes da literatura contemporânea brasileira e tem mais de 30 livros publicados, entre contos, romances e a literatura infanto-juvenil. Suas obras valeram alguns dos mais importantes prêmios literários do país: Jabuti, Guimarães Rosa/Radio France Internationale, Fundação Biblioteca Nacional, Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil e APCA.

Dono de uma prosa carregada de poesia e reflexão, alerta para complexidade do sujeito no mundo, mostrando, aos estudantes dos 6º anos, a importância de “ler-se o outro”. Mais do que a atividade diária de ler palavras, o autor demonstra ser imprescindível a leitura, com empatia e sensibilidade.