“Afro-sonoridades: a poesia e as canções da resistência”

A cantora Roseane Santos subiu ao palco da FLIM e, respondendo aos questionamentos dos estudantes dos 8º anos, encantou o público com suas experiências de vida

13/11/2019 Notícias| Roseane Santos, FLIM

Cantora, compositora e percussionista, Roseane Santos é a vencedora do edital Medianeira Nossa Música de 2018. Ela faz parte da cena artística de Curitiba, com músicas dedicadas ao samba e à música popular (MPB).

Formada em Música Popular pela Faculdade de Artes do Paraná (FAP), esteve à frente dos grupos Serenô (2006 a 2015), Mundaréu (2012 a 2015 , Na Surdina (2007 a 2011), Orquestra Maria Faceira (2003 a 2008) e Noivas do Allfreddo (2003 a 2007).

Influenciada pelos ritmos afro-brasileiros, estreou, em 2016, o show Amar, cujo fio condutor é o amor romântico. Além das canções, o trabalho contém a leitura de textos escritos pela própria cantora. Lábia, lançado em 2018, é seu primeiro trabalho com músicas autorais, apresentando também temas importantes da cultura de Curitiba.

Nesta manhã, a artista subiu ao palco para contar aos estudantes dos 8º anos sobre sua trajetória de vida e rotina produtiva de trabalho. Os estudantes elaboraram perguntas direcionadas à Roseane, expressando sua admiração e tirando todas as suas dúvidas com relação ao samba e suas principais manifestações.