Em resposta aos atuais desafios globais, o Medianeira tem procurado qualificar sua proposta curricular. Nesse sentido, o Programa Bilíngue do Colégio Medianeira reforça o compromisso da Companhia de Jesus em oferecer educação de excelência, inspirada em valores cristãos e inacianos, contribuindo para a formação de pessoas conscientes, competentes, compassivas e comprometidas com uma cidadania global.

Implantado em 2019, nas Séries Iniciais (1º ao 3º) e de Tempo Integral (1º ao 5º), viabiliza a experiência dos estudantes com relação à Língua Inglesa, ampliando a vivencia com o Inglês de maneira natural, contextualizada e construída por meio do conhecimento ativo, de experiências que privilegiam a prática em situações cotidianas de aprendizagem.

Em 2020, além do restante das turmas de 4º e 5º anos, o ciclo de 6º e 7º anos também serão integrados ao projeto. Já em 2021, a implantação nas turmas do Ensino Fundamental, 8º e 9º anos garantirá que todas as turmas do Ensino Fundamental sejam integradas ao bilíngue.

Segundo Fernando Guidini, Diretor Acadêmico do Colégio,  o trabalho desenvolvido com o bilinguismo tematiza o tripé formado por sujeito, conhecimento e sociedade, impulsionando a aprendizagem em língua inglesa dentro do Medianeira. Além disso, ele aponta que, ao pensar a formação de um cidadão global, a Rede Jesuíta de Educação (RJE) coloca em evidência não só a preocupação com os desafios que homens e mulheres do século XXI terão de enfrentar, mas também o compromisso com um currículo que seja evangelizador.

Nesse sentido, a língua estrangeira é um suporte para que o estudante, a partir das aprendizagens e habilidades desenvolvidas no colégio, possa colocar-se na posição de protagonista e portador de futuro. “E isso tem que acontecer para além da sala de aula e da cidade de Curitiba e do Brasil. Essas crianças e esses adolescentes terão um leque muito maior de possibilidade para ler, interagir e interpretar o mundo”, resume Guidini.

Os desafios do ensino bilíngue

Aprender uma língua estrangeira pode ser um desafio. A neurociência aponta que, no geral, crianças têm maior facilidade quando o assunto é a apreensão de outro idioma que não o nativo. Isso porque, nessa fase, o ser humano passa pelo processo natural de adquirir e não de aprender o idioma. Do ponto de vista científico, a relação com uma segunda língua é mais espontânea nesse período. Por isso, o Colégio Medianeira implementou o Programa Bilíngue como parte integrante da proposta curricular.

Com um ritmo intenso de aulas, nossos estudantes têm contato com a língua inglesa todos os dias. Cada turma tem uma aula por dia e o foco do trabalho está na interdisciplinaridade. A supervisora do programa, Luiza Macedo, afirma que a progressão das aulas se dá com base na interconexão entre os conteúdos estudados, com foco nas quatro habilidades da língua. Então, o programa visa ao desenvolvimento da escrita, da interpretação, da análise linguística, da oralidade, da compreensão auditiva… “A ideia é que nossos estudantes tenham a compreensão auditiva aprimorada e desenvolvam a oralidade de forma mais natural. Como agora eles têm esse contato diário com a língua, essas habilidades são melhor desenvolvidas”, explica.

O diferencial do Programa Bilíngue do Colégio Medianeira é o contato diário dos estudantes com o Inglês. Na modalidade tradicional de ensino, as aulas de língua estrangeira aconteciam duas vezes e, agora, são desenvolvidas cinco vezes na semana. Para desenvolver um trabalho de imersão, segundo Luiza, as aulas são sempre integradas. “De forma gradativa, nossos estudantes desenvolvem habilidade na língua ao passo que aprendem os conteúdos das demais disciplinas”, completa. Além disso, a supervisora destaca a importância do trabalho conjunto: “As aulas são um resgate daquilo que as crianças estão estudando. A gente sempre tem o cuidado de promover um trabalho conjunto, com um olhar atento àquilo que vem sendo trabalhado pelo professor regente da turma, para que o ensino da língua caminhe na mesma direção”.

A importância desse tipo de aprendizado tem reflexos nas mais diversas áreas da vida, desde o autodesenvolvimento até uma boa colocação no mercado de trabalho. Em um cenário de constantes transformações no mundo, aprender uma língua estrangeira passa a ser um fator determinante, abrindo portas para o crescimento e evolução nos âmbitos pessoal, cultural e profissional. E o Inglês já é considerando como um pré-requisito na sociedade contemporânea, seja na concorrência por uma vaga de emprego, ou como forma de oportunidade às relações interpessoais, integrando os sujeitos de forma global.