Projeto Magis – Valorizando a Vida

/, Vida no Medianeira/Projeto Magis – Valorizando a Vida
Por Priscila Murr

 

Materializando aprendizagens, com foco nas dimensões espiritual-religiosa e socioemocional, o “Projeto Magis – Valorizando a Vida” tem o objetivo de ampliar as oportunidades educativas. Por meio do desenvolvimento de atividades integradas ao currículo escolar, visa à formação integral dos estudantes, para que possam participar e intervir na sociedade de forma justa. Então, combinando formação, conhecimento, convivência e diversão, propõe a excelência no ambiente acadêmico.

Com atividades que envolvem esporte, arte, cultura, aprofundamento de aprendizagem e Pastoral, o Projeto Magis é mais do que um complemento à formação estudantil. Estabelecendo parâmetros no que tange à formação social, em prol de uma educação capaz de formar homens e mulheres conscientes, competentes, compassivos e comprometidos, as ações que integram o Magis são pautadas segundo demandas reais, levantadas pelos próprios estudantes.

Do latim “magis”, o termo significa “ser mais e melhor”, em referência direta à obra de Santo Inácio de Loyola. As experiências e os escritos do fundador da Companhia de Jesus refletem sua busca pela glória máxima de Deus, sem limites de entrega. E a proposta Magis de valorização da vida objetiva justamente isto: impulsionar nossos estudantes à constante superação de si mesmos, sempre focando o bem-estar do próximo.

 

Ações de valorização da vida

Inseridos em um contexto diário de interações, quem melhor do que os próprios sujeitos aos quais se destina o projeto para apontarem as necessidades mais básicas com relação à manutenção da boa convivência dentro e fora das salas de aula?

Por isso, organizados em Grupos de Reflexão, os estudantes do Colégio Medianeira, discutem caminhos para o estabelecimento de melhorias no clima escolar. Atuando como líderes previamente nomeados, procuram identificar questões que eventualmente prejudiquem o dia a dia da comunidade acadêmica, propondo ações de prevenção e combate junto aos professores orientadores de aprendizagem de cada turma.

Formado por um representante e um vice representante de cada turma, os Grupos de Reflexão do Projeto Magis trabalham em sinergia com suas respectivas turmas e com seus professores referência. Buscando a realização de ações simples e viáveis para problemáticas previamente estabelecidas, os grupos de cada série se reúnem periodicamente.

Então, como forma de aperfeiçoar o desempenho dos estudantes, o Projeto Magis viabiliza a problematização com relação ao clima, orientando a organização de planos de ação previamente discutidos e apresentados aos demais colegas na sequência. Após esse movimento, as ideias são implementadas cooperativa e corresponsavelmente. Os estudantes representantes dos 7º anos, por exemplo, discutiram ações envolvendo: compromisso acadêmico, por meio da cooperação para resolução de tarefas a fim de obter 100% de aproveitamento em cada proposta; desenvolvimento psicomotor, por vias de atividades físicas desenvolvidas em parceria entre os alunos nos intervalos das aulas; reflexão ética sobre o uso de mídias digitais; instrução acerca da importância da prevenção dos espaços de uso comum; criação de grupos de estudos virtuais para diálogo no que tange às possibilidades de melhorias no ambiente diário de convívio. As ideias servem como base para a atuação dos estudantes que, em reuniões regulares, discutem e avaliam os impactos das propostas, bem como seus desmembramentos.

 

O que é bullying?

Segundo a Lei 13.185, considera-se intimidação sistemática ou bullying todo ato de violência física ou psicológica, intencional e repetitivo que ocorre sem motivação evidente, praticado por indivíduo ou grupo, contra uma ou mais pessoas, com o objetivo de intimidá-la ou agredi-la, causando dor e angústia à vítima, em uma relação de desequilíbrio de poder entre as partes envolvidas.

Competição e agressividade são inerentes às relações entre crianças e adolescentes. Porém, em uma relação entre jovens em que há dificuldades para um dos envolvidos em se defender, ou simplesmente pausar algo que lhe incomoda repetitivamente, isso possivelmente é bullying.

Não limitado ao ambiente escolar, o bullying pode se manifestar de várias formas: verbal (insultos e apelidos depreciativos), psicológica (humilhação, discriminação, isolamento, difamação), física (agressão sistemática). Sendo propagado indefinidamente, muitas vezes, multiplica fatos irreais e difamatórios sem preocupação com os efeitos possíveis.

Famílias, orientadores de aprendizagem, educadores e estudantes formam uma rede de sujeitos envolvidos na prevenção ao bullying e são corresponsáveis pela sua ausência no ambiente escolar. Com foco na valorização da vida, nossos estudantes se reúnem como sujeitos multiplicadores do cuidado com a ética nas relações e nas redes, via estratégias de aprendizagem cooperativa que possibilitem o experienciar a interdependência, a responsabilidade individual e coletiva, a interação face a face, o desenvolvimento de habilidades interpessoais, e a constante autoavaliação de suas ações.

By | 2019-06-14T16:33:57+00:00 junho 3rd, 2019|Notícias, Vida no Medianeira|Comentários desativados em Projeto Magis – Valorizando a Vida