07.07.21

Estudantes do Ensino Médio participam da ONU Colegial 

Atividade integrou a  1ª Semana de Pesquisa de 2021.

Durante a 1ª Semana de Pesquisa de 2021, os estudantes do Ensino Médio do Colégio Medianeira participaram da ONU Colegial, que consiste na simulação de um tema/comitê da ONU, seguindo os protocolos definidos pela diplomacia internacional presentes na estrutura dos organismos da Organização das Nações Unidas. As atividades contaram com a presença da 1ª e 2ª Séries do Ensino Médio e com a mediação de estudantes do Terceirão.

Em 2021 os debates diplomáticos foram no âmbito da OMS (Organização Mundial da Saúde), com foco na discussão sobre o uso e o incentivo ao uso de medicamentos não comprovados cientificamente no contexto pandêmico. A Assessoria inicial se deu através de um bate-papo sobre o tema com Mirian Ramos Fiorentin, presidenta do Conselho Regional de Farmácia.

Os estudantes se organizaram em comitês, que buscaram aprimorar as habilidades críticas, trabalhando com temas reais e fomentando a discussão sobre geopolítica, tecnologia, ética e humanidade. A ONU Colegial proporciona uma importante vivência de protagonismo e autonomia para os estudantes, além desenvolver habilidades como oralidade, argumentação e solidariedade, com o conhecimento de processos geopolíticos, econômicos e culturais de cada país.

A iniciativa reverbera a preocupação do Medianeira, e também da RJE, de formar sujeitos com consciência global e engajada em transformar o ambiente em que estão inseridos. A estratégia ocorre no Colégio desde 2018. De acordo com Carlos Torra, orientador de aprendizagem, os estudantes são designados como delegados/diplomatas representantes de um país e, com base na política internacional de sua representação, definem de maneira bi ou multilateral resoluções internacionais para o problema debatido.

“O protagonismo é dos estudantes que, ao se colocarem como diplomatas, constituem resoluções para problemas internacionais com interferência regional”, define. Torra relembra que a estratégia de aprendizagem articula focos nas três dimensões da formação integral (cognitiva, espiritual religiosa e socioemocional). “São aprendizagens de cunho investigativo e propositivo, de conhecimentos acerca das relações internacionais, aprofundamentos sobre dados, pesquisas e problema globais. Assim, os estudantes encontram espaço para desenvolverem a liderança e coliderança, a empatia, a escuta ativa, cuidadosa e propositiva, além do trabalho colaborativo e de resolução conjunta de problemas”, completa.

Ícone - Rematrículas
Rematrículas
Ícone - Matrículas
Matrículas

Utilizamos cookies para melhorar sua experiência em nossos sites e fornecer funcionalidade de redes sociais. Se desejar, você pode desabilitá-los nas configurações de seu navegador. Conheça nossa Política de Privacidade.

Concordo