2º Concurso de Redação e Arte

//2º Concurso de Redação e Arte

Concurso_Redacao_post

Por Jonatan Silva

Em 2017, acontece a 2ª edição do Concurso de Redação e Arte dos 7º e 8º anos, promovido pela Rede Jesuíta de Educação (RJE), e que envolverá 13 colégios em todo o Brasil. Como no ano passado, a competição abordará questões de sustentabilidade, desta vez sob o tema “Cultivar a guardar a criação”. Os trabalhos selecionados na etapa final irão compor um livro e um e-book editado pela RJE e pelas Edições Loyola em 2018.

Inspirado pelo projeto Abra seus olhos e veja coisas novas, o concurso demonstra a preocupação da Companhia de Jesus com a Casa Comum e o olhar atento à educação como ferramenta para a mudança de atitude e de comportamento. Nesse sentido, o Projeto Educativo Comum (PEC), n. 105, nos ilumina em relação à importância da Educação Ambiental para a formação de sujeitos críticos e criativos, capazes de ler o mundo pela ótica da justiça e da fraternidade.

Pertencimento

Para Pedro Risaffi, secretário executivo da RJE, muito mais importante que a disputa está o contato e o diálogo entre as instituições de todo o país. “O concurso visa ser um movimento de interação e integração acadêmica entre educandos e educandas dos colégios da RJE, conscientizando-os de que fazem parte de uma Rede de Educação que preza pela formação de pessoas conscientes, competentes, compassivas e comprometidas no cuidado para com a casa comum”, explica.

Mayco Delavy, Orientador Pedagógico dos 6º e 7º anos, ressalta a importância do trabalho em rede como incentivo à participação no Concurso. Segundo o educador, ao descobrirem que poderão integrar um livro e que este livro será distribuído em todo o Brasil, a percepção dos estudantes muda completamente. “As crianças se empolgam muito”, comentou.

Na visão de Ivana Suski Vicentin, responsável pela orientação pedagógica dos 8º e 9º anos, observa o Concurso como o despertar da consciência de pertencimento à Rede em toda a comunidade educativa. “A oportunidade de visibilidade de seus trabalhos dá aos estudantes uma ideia de experiência mais ampla e gratificante”, disse.

Aprendizagem integral

Outro ponto importante do Concurso de Redação e Arte é a integração da temática com as disciplinas abordadas em sala de aula. Ao olhar de Delavy, a discussão sobre as questões ambientais levanta uma importante reflexão e que reverbera significados dentro e fora do cotidiano escolar. “É uma estratégia muito interessante, pois trabalha o Ensino Religioso, a Arte e a Geografia em sintonia com o Serviço de Orientação Religiosa e Pastoral (SOREP)”, resume.

Ivana ressalta que, ao vincular-se à Campanha da Fraternidade, o Concurso enfatiza o compromisso do Medianeira e da RJE com a Aprendizagem Integral do sujeito. A educadora comenta sobre o trabalho realizado com os professores de Língua Portuguesa, Ensino Religioso e Ciências, trazendo à tona debates sobre o ambiente, Laudato si e a reflexão deixada pelo PEC n. 25 que “considera mais as demandas pela sustentabilidade ambiental do planeta do que as metas de desenvolvimento econômico viciadas na exploração dos recursos naturais”.

Cronograma

Os participantes têm até o dia 27 de julho para a produção das obras, que serão selecionadas entre 7 e 18 de agosto. Já a votação, aberta a todos, acontecerá via Moodle de 1º de setembro a 31 de outubro, enquanto os vencedores serão anunciados dia 15 de novembro.

Segundo o regulamento, os estudantes do 7º ano serão responsáveis pelos trabalhos artísticos enquanto as turmas de 8º ano ficarão encarregadas das redações.

Estudantes durante a entrega do certificado de participação no Concurso. Foto: Paulinha Kozlowski.

Estudantes durante a entrega do certificado de participação no Concurso. Foto: Paulinha Kozlowski.

Resultados

A 1ª edição do concurso contou com participação em peso do Colégio Medianeira, que teve os estudantes Pedro Ricarte Andrade, Andressa Schneider Salgueiro, Julia Hugen e Yasmin Semaan escolhidos pelos trabalhos literários em poesia e prosa e Mariana Duarte de Pauli, Matheus Jota Helmer e Diogo Souza Michelin como os mais votados na categoria de obras artísticas.

De acordo com Mayco Delavy, o resultado prático do Concurso é a criação da cultura do trabalho em conjunto com os demais colégios da RJE, além da oportunidade de eliminar as fronteiras entre as estratégias que funcionam nas unidades de ensino e que podem ser partilhadas. “Essa troca de experiência é muito rica porque as realidades mudam muito no Brasil”, afirma o Orientador Pedagógico.

Para Ivana, essa é mais oportunidade para que os estudantes sintam-se sujeitos ativos no processo de aprendizagem, desenvolvendo habilidades e olhares. Em outras palavras, o Concurso coloca em prática a preocupação do Colégio e da RJE em formar homens e mulheres excelentes humana e academicamente, capazes de enxergar o mundo pelo prisma da fé, do respeito e da justiça social.

By | 2018-02-27T13:32:14+00:00 junho 7th, 2017|Notícias|Comentários desativados em 2º Concurso de Redação e Arte